RSS Feed

Michael Jackson um Menino Perdido

Postado em em Crítica por Mauro Medeiros

michael-1

A televisão acaba sendo o principal foco das audiências sobre qualquer acontecimento “a mais”, claro que toda a mídia explora e muito tais assuntos, mas na televisão ganha-se em proporção.
A exemplo disso tivemos recentemente todo tipo de notícia sobre a morte de Michael Jackson, muita coisa que nunca se soube da vida do astro pop veio à tona, virou pauta descobrir detalhes e mais detalhes sobre o ídolo, seu sofrimento na infância por exaustivos ensaios e sua relação com o pai e os irmãos, as plásticas que fez, o vitiligo, pedofilia, casamentos, inseminação, os filhos, o vício aos analgésicos, e até mesmo um fantasma e uma carta psicografada!
Ora, pensando bem, não deve ter sido fácil ser Michael jackson, garoto brilhante e talentoso, um artista genial, inquieto e insatisfeito. Um Peter Pan na Terra do Nunca, na verdade, um menino perdido.
Michael Jackson morreu, mas onde está seu corpo?
O que nos restará dele?
Sua obra permanecerá com certeza, mas e todas essas histórias?
Daremos ao menino, ao astro o devido descanso?
Vamos respeitar sua memória?
O Rei do Pop está vivo em nossa memória. Vamos deixar que os escândalos em sua vida morram, isso sim deve morrer, não sua obra. Vamos esquecer seu pai e lembrar de seus filhos, das palavras de amor de sua filha Paris. E que a televisão em seus programas “populares” deixe de explorar a dor e o sofrimento e de valorizar bisbilhotices.

Comentários

  1. Denise disse:

    Palavras belas e verdadeiras.

Comentar